• Alessandra Medeiros

Opções de tratamento de varizes SEM CIRURGIA

Quando fala-se em varizes a primeira coisa que maioria das pessoas se questiona é: "Será que tem que operar?". Isso porque tradicionalmente sabe-se que para eliminar os famigerados vasos dilatados das pernas sempre foi necessário procedimento cirúrgico.

Mas a medicina evoluiu e vem evoluindo cada dia mais, para que com procedimentos cada vez menos invasivos para o tratamento das doenças.

Com o tratamento de varizes não poderia ser diferente, e com as diversas técnicas disponíveis hoje em dia, podemos tratar até 80% dos casos sem cirurgia. Você já conhece essas técnicas?

Vem comigo que abaixo vamos falar um pouco sobre cada uma delas!


A escleroterapia (ou aplicação de vasinhos) já é bem conhecida por muitos, e é um procedimento ambulatorial, realizado em consultório para o tratamento de telangectasias (microvasos), conseguindo eliminar os vasinhos arroxeados e avermelhados que incomodam esteticamente. No entanto, ela fica limitada a vasos de até 1 ou 2mm de diâmetro e não consegue, sozinha eliminar veias mais calibrosas.


Para esses vasos mais calibrosos podemos lançar mão de outras duas técnicas antes da cirurgia: a associação com laser transdérmico ou a utilização de espuma.


O laser transdérmico atua fazendo esclerose térmica dos vasos maiores, veias esverdeadas e um pouco mais profunda

s, por sua luz ter afinidade com o pigmento dentro do vaso. O superaquecimento do vaso faz ocorrer lesão de suas paredes e posterior reabsorção. Quando utilizado em associação com a escleroterapia, sua atuação é potencializada, somando o efeito térmico e químico da ablação. Isso significa resultados mais rápidos com menos sessões. A utilização do laser é praticamente indolor, porque utilizamos um resfriador potente na pele, o que minimiza qualquer desconforto.




A outra técnica que podemos utilizar é o tratamento com espuma. Também pode ser realizada no consultório, e de todas as técnicas possíveis para o tratamento de varizes é a mais versátil. Isso significa que pode ser utilizada para tratar desde veias mais fininhas até veias tronculares, como as safenas. Quando bem indicada tem resultados ótimos, e pode ser associada a modalidades também. A desvantagem da espuma é o maior risco de manchas após o procedimento, pois pode haver deposição de pigmentos inflamatórios e da reabsorção da veia na pele.


De tudo isso que falamos as maiores vantagens são a possibilidade de realizar esses procedimentos sem internamento ou anestesia, e melhor ainda, sem necessidade de repouso, outro grande tabu do tratamento de varizes. Você não precisa mais afastar-se de suas atividades, nem mesmo de exercício físico ou direção para realizar o tratamento de varizes.



Para saber qual a melhor opção de tratamento para você e se seu caso se enquadra em um caso que não precisa de cirurgia agende uma avaliação vascular especializada. O seu médico de confiança saberá te auxiliar.



Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais? Deixe um comentário pra mim, quem sabe uma sugestão de tema para o nosso blog!


Até logo.


Varizes | Trombose | Dor nas pernas


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo